Daimler apresenta o Freightliner Cascadia nos EUA



 

Com o investimento de U$ 300 milhões, 800 engenheiros envolvidos e cinco anos de pesquisa e desenvolvimento, o novo Cascadia segue o caminho dos seus antecessores e estabelece padrões altos de conectividade, economia de combustível e segurança.

 

Desde o lançamento de sua primeira versão, em 2007, o Cascadia é líder de vendas entre os caminhões da Categoria 8 na região do NAFTA, com 412.000 unidades vendidas. A Daimler Trucks North America (DTNA) é a maior fabricante de caminhões dos Estados Unidos e Canadá e conta com cerca de 43% de participação no mercado de caminhões da região. 

 

Os engenheiros que desenvolveram o atual caminhão estabeleceram um conceito aerodinâmico novo. Juntamente com avançados componentes do trem de força, isso contribuiu para um significativo aumento da eficiência no consumo de combustível em até 8%, em relação ao modelo Cascadia Evolution 2016.

 

O trem de força integrado é um componente decisivo do novo Cascadia. Diferentemente do mercado europeu, na América do Norte é comum que o cliente integre ao seu caminhão agregados fabricados por terceiros. Porém, a DTNA oferece a clientes americanos trens de força equipados com motores, transmissões e eixos da própria Daimler. 

 

Quando se fala de conectividade, este atual modelo Cascadia estabelece um novo marco com uma plataforma exclusiva. O novo sistema Detroit Connect Analytics adiciona outros recursos aos já comprovados, como, por exemplo, o serviço de diagnóstico à distância, o “Técnico Virtual”. Esta ferramenta envia uma fotografia do motor para a Central de Serviços ao Cliente tão logo se acendem luzes identificando um problema, auxiliando assim um rápido e eficiente diagnóstico.

 

O Detroit Connect Analytics aprofunda mais ainda as conexões entre o gerenciamento de frotas, o motorista e o veículo. O sistema proporciona, mediante solicitação, a análise automatizada da eficiência do consumo de combustível e da segurança do veículo. Essa ferramenta é similar, por exemplo, ao FleetBoard, sistema de gestão de frota da Daimler que é oferecido no Brasil como solução para avaliação da performance do caminhão e do motorista, como também para manutenção dos veículos.

 

O sucesso do trem de força da Detroit Diesel para os veículos pesados americanos é um grande e importante destaque. A taxa de aceitação do mercado para os motores Detroit Heavy, para caminhões pesados, está em 95%. Já o motor Detroit DT12 conta com aceitação de 65% quando inserido nos modelos Cascadia.

 

Veja também:
15 pontos para a manutenção preventiva do seu caminhão
Dicas para estender a vida útil das peças de seu caminhão
5 dicas para caminhoneiros de primeira viagem